Gastronomia ancestral. O que os seus antepassados comiam? Aula demo com degustação de bug’s food

Os colonizadores nem haviam aportado em terras brasileiras e os índios já preparavam suas receitas conquistando os paladares daqueles que chegaram. Em 1549, o padre Manoel da Nóbrega guia os primeiros jesuítas à terra Brasilis e em relato da época dizia: “o mantimento comum da terra é uma raiz de pau que chamam de mandioca”. E, em 1560, o Padre José de Anchieta escreve as famosas Cartas de São Vicente com relatos do consumo de formigas e outros insetos pelo povo local.

O ato de se alimentar está aliado ao preparo e, desde os primórdios, com o surgimento do homem na terra, uma infinidade de receitas já foram preparadas, porém, muitas delas se perderam ao longo do tempo.

O objetivo dessa aula demo é resgatar uma das tradições mais antigas da Humanidade, o consumo de insetos alimentícios. Essa rica fonte alimentar foi primordial à sobrevivência dos nossos antepassados, saciam a fome de mais de 2 bilhões de humanos no planeta todo e com certeza será a alimentação do futuro.

PRÓXIMO ENCONTRO

Quando? Dia 29/7/2019, segunda-feira, das 19h30 às 21h – Investimento: R$ 30,00

INSCRIÇÃO – Até 28/7 – sielbra.educacao@gmail.com. Ou pelo whatsapp: (11) 9-5209-8596.

IMPORTANTE: Ao fazer a inscrição, fornecer nome completo, celular para contato e RG.

FORMA DE PAGAMENTO – no próprio evento, em dinheiro, no cartão ou transferência bancária.

Com Prof. Casé Oliveira, Biólogo, Bugs Cook – Presidente da Missão Ambiental.org, fundador da ASBRACI (Associação Brasileira dos Criadores de Insetos), pós-graduação em Gastronomia e Cozinha Autoral (PUC/RS). Técnico e Gestor Ambiental pela GV/FATEC. Especialista em Antropoentomofagia, com pesquisas na Área de Insetos Comestíveis para Alimentação Humana e Animal. Tem experiência em Educação Ambiental e Gestão Administrativa de Parques com atuação na Secretaria do Verde e Meio Ambiente do Município de SP (Parque Independência) e na Prefeitura de São Paulo (Prefeitura Regional Ipiranga), como conselheiro regional de Meio Ambiente e professor convidado da Sociedade Internacional de Educação Líbano-Brasileira. Atuação acadêmica na área Antropoentomofagia, Entomofagia, Agricultura urbana, Proteína Sustentável, Compostagem e Educação Ambiental.

Conheça um pouco mais sobre o tema, clicando aqui.

O mercado de insetos comestíveis no Brasil

EM SETEMBRO E OUTUBRO – nos dias 14, 21, 28 de setembro e 5 de outubro, sempre aos sábados, das 10h às 12h (datas sujeitas a alteração).

OBJETIVO – Formar profissionais para atuar na área de criação de insetos comestíveis para alimentação

METODOLOGIA – aulas expositivas, apresentação de cases e demonstração de produtos.

PÚBLICO-ALVO – Profissionais das áreas de Agronegócios, Ciências, Biológicas, empreendedores, micro e pequenos empresários, comerciantes, profissionais liberais, estudantes e quem está em busca de aprimoramento profissional e conhecimento.

O planeta terra passa por um momento histórico, o crescimento populacional humano é um fato que pode ser observado nas grandes cidades e litorais. Com mais humanos cresce também o número de PETS (animais de estimação) e a demanda por proteína (alimento) precisa ser repensada. No ritmo desse crescimento populacional de humanos e PETS as projeções não são animadoras e pode faltar alimento. Em 2050, somaremos 9 bilhões de habitantes no planeta Terra e os insetos representam 90% dos animais existentes e podem ser poderosos aliados proteicos: os insetos têm o dobro de proteínas contida na carne e hoje muita gente conta com grilos, besouros e gafanhotos em seu cardápio. A proteína dos insetos auxilia no emagrecimento e tem sido usada por atletas como incentivo à massa muscular.

CARGA HORÁRIA – 8h divididas em 4 encontros.

INVESTIMENTO – R$ 350,00

Com Prof. Casé Oliveira, Biólogo, Bugs Cook – Pós-graduação em Gastronomia e Cozinha Autoral (PUC/RS). Graduado em Ciências Biológicas, Técnico e Gestor Ambiental pela GV/FATEC. Presidente da Missão Ambiental.org, Fundador da ASBRACI (Associação Brasileira dos Criadores de Insetos), Especialista em Antropoentomofagia, com pesquisas na Área de Insetos Comestíveis para Alimentação Humana e Animal. Tem experiência em Educação Ambiental e Gestão Administrativa de Parques com atuação na Secretaria do Verde e Meio Ambiente do Município de SP (Parque Independência) e na Prefeitura de São Paulo (Prefeitura Regional Ipiranga), como conselheiro regional de Meio Ambiente e professor convidado da Sociedade Internacional de Educação Líbano-Brasileira. Atuação acadêmica na área Antropoentomofagia, Entomofagia, Agricultura urbana, Proteína Sustentável, Compostagem e Educação Ambiental.

 

Assista aqui a entrevista do prof. Casé, nosso bugs cook, com André Trigueiro, na Globonews

INSCRIÇÃO – Inscrição até 13 de setembro. sielbra.educacao@gmail.com. Ou pelo whatsapp: (11) 9-5209-8596

IMPORTANTE: Ao fazer a inscrição, fornecer nome completo, celular para contato e RG.

FORMA DE PAGAMENTO – à vista ou em 2 vezes, no cartão de crédito, via transferência bancária.

CERTIFICADO – concedido pela SIELBRA – Sociedade Internacional de Educação Líbano-Brasileira mediante 75% de presença e quitação do Curso.